LATERALIDADE- “UM DILEMA DOS PROFESSORES E TÉCNICOS”- Estratégias de Identificação e Intervenção

A lateralidade é uma questão que preocupa cada vez mais professores, pais e técnicos de educação especial que, frequentemente, se queixam que os alunos não conseguem localizar-se nas noções de direita e esquerda.

Até os sete anos é comum as crianças apresentarem algumas dificuldades nesta área. Contudo, temos que ter claro qual a dominância manual, ocular, de pé e de ouvido do nosso aluno.

Dominância manual: observe que mão o aluno usa para escrever, recortar, pentear o cabelo, escovar os dentes, pintar e comer. Peça para ele reproduzir estas ações e vá anotando. Aquela mão que ele usar por mais vezes é a sua dominância manual;

Dominância ocular: faça o teste do canudo, ou seja, coloque uma gravura colada na parede e dê a ele um rolo de papelão. Peça que ele coloque na frente do seu nariz e afaste procurando olhar a gravura pelo canudo. Veja que olho ele escolheu. Depois ofereça aquelas antigas televisões que contém uma foto dentro e um buraco para a visualização. Anote que olho ele escolheu;

Dominância do pé: peça que ele conduza uma bola, com o pé, até um local determinado. Veja o pé que ele utilizou para fazer o trajeto;

Dominância do ouvido: peça que ele atenda um telefone de brinquedo ou um telemovel e veja que ouvido ele escolheu.

A lateralidade cruzada acontece quando existe uma dominância ocular diferente da manual.

Este fator pode levar o aluno a ter dificuldades no processo de alfabetização exprimindo letra espelhada, dificuldades em escrever na margem e de organizar-se no caderno.

Para auxiliar o aluno podemos usar um estímulo externo que estimule a localização. Com o uso, esta passa a ser automática.

Podemos colocar um relógio no pulso esquerdo explicando, para o aluno, que geralmente usamos o relógio no pulso esquerdo.

Para os alunos destros peça que eles tentem escrever e pintar com a mão esquerda. Quando eles notarem a dificuldade, saliente que usamos a mão direita para escrever. Com os canhotos faça o contrário.

Com o relógio no pulso, peça que ele mostre as partes do corpo que ficam do lado esquerdo e direito. Com o tempo, vá variando de atividade pedindo que eles toquem com a mão direita no olho esquerdo, usando balões de diferentes cores nas mãos esquerda e direita e crie novas situações.

Para aqueles que tem a letra espelhada e dificuldades em respeitar as margens do caderno, coloque bolinhas como um lembrete por onde eles devem iniciar, pinte as margens do caderno para ajudar na orientação. Pinte a parte da linha para introduzir parágrafos, mas com o tempo vá retirando as pistas.

Algumas brincadeiras podem ser adaptadas e usadas para trabalhar a lateralidade como:

passa passa: passar a bola pela esquerda ou direita;

pula pula: percorrer um caminho pulando num pé. Primeiro com o direito e depois com o esquerdo;

fura balão: com um balão amarrado ao pé, furar o balão do colega definindo se é o da direita ou da esquerda;

mude de casa: colocar arcos no chão e pedir que os alunos mudem de casa para a direita ou para a esquerda;

Jogo da Imitação: pedir que levantem as partes do corpo igual ao professor: braço direito, perna esquerda.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA