Avaliação Global e Considerações

Indicação dos Instrumentos de Avaliação
e Modo como se Processa a Avaliação dos Módulos

1 – Metodologia e Avaliação Adotada

O acompanhamento e avaliação são considerados componentes estruturantes dos processos formativos. Neste quadro, configuram-se como processos de intervenção contínua e sistemática, por forma a promover nos participantes o desenvolvimento de uma capacidade crítica sustentada e a validar progressivamente as competências adquiridas e/ou desenvolvidas ao longo e no final da formação.

Sendo parte integrante do processo formativo, a avaliação tem como finalidade prioritária validar os conhecimentos, as capacidades e as aptidões adquiridas e/ou desenvolvidas pelos formandos ao longo da formação. Além deste aspeto, e numa outra leitura, os resultados obtidos em cada módulo do curso são interpretados como elementos de validação das respetivas ações formativas.

A metodologia de acompanhamento e avaliação da formação baseia-se num conjunto de técnicas que visa identificar as formas, os tipos e os instrumentos disponíveis para realizar a respetiva avaliação, tendo por objetivo obter feedback de todos os participantes, imprimir qualidade em todo o sistema, promover um processo de melhoria contínua e aferir as aprendizagens.

A avaliação, como processo sistemático, contínuo e integral deverá ocorrer em três momentos:

  • Exercícios Modulares (no fim de cada módulo): Avaliação através de exercício E-learning
  • Elaboração de Projeto: Avaliação formativa (processo/desenvolvimento da formação); e
  • Prova Final (no final da formação): Avaliação sumativa (perfil de saída).

O primeiro permite identificar quais os conhecimentos e competências adquiridos em cada módulo durante a formação, enquanto que o segundo constitui um processo contínuo de trabalho e aplicação das competências e conhecimentos adquiridos pelo formando, permitindo a correção do processo de ensino-aprendizagem nos seus vários aspetos. A avaliação sumativa constitui a finalidade clássica da avaliação.

2 – Exercícios Modulares

A avaliação através de exercícios modulares consiste numa fase essencial para os formadores, já que esta avaliação mais temporalmente próxima das matérias lecionadas permite identificar quais os conhecimentos e competências que os formandos possuem e desta forma definir a estratégia formativa mais adequada para que os formandos alcancem um resultado pedagogicamente satisfatório.

Esta avaliação deverá ser realizada sempre através da plataforma Moodle PsicoSoma.

3 – Elaboração de Projeto

A Elaboração de Projeto visa introduzir, no decurso do processo de formação-aprendizagem, uma proposta de investigação teórico-prático, diretamente relacionada com os conteúdos ministrada nos módulos da Pós-Graduação. Assim, este tipo de avaliação permite aferir o domínio teórico e prático das temáticas, bem como as competências ao nível da produção científica de qualidade.

Este trabalho será orientado e seguido de perto pelos formadores e coordenador pedagógico do curso.

4 – Avaliação sumativa

A avaliação sumativa visa traduzir o processo de avaliação contínua num referencial universalmente reconhecido (escala), possibilitando a certificação.

É da responsabilidade de cada formador proporcionar as condições ideais para que a avaliação sumativa de cada módulo resulte efetivamente da ponderação de todos os elementos de avaliação definidos.

Escala de Classificação

Captura de ecrã 2015-09-18, às 14.32.23

O peso de cada um dos elementos apresentados é distinto para o cálculo da Avaliação Final dos formandos. Assim sendo, a Avaliação Final dos formandos assenta nas seguintes percentagens:

  • Exercícios Modulares – 40%Que compreendem:

Pontuação Exercícios – 70%

Avaliação E-Learning – 10%

Avaliação Presencial – 20%

  • Desenvolvimento Projeto – 40%Que compreende:

Elaboração de Projeto – 80%

Critérios:

Objetividade – 15%
Recursos – 15%
Clareza – 10%
Inovação – 20%
Validação Técnica – 20%
Citações – 10%
Pertinência – 10%

Defesa de Projeto – 20%

  • Avaliação Sumativa Final – 20%

5 – Considerações globais acerca da avaliação

Em termos de presenças físicas, o formando fica obrigado a não se ausentar em mais do que 8 (oito) horas de formação presencial, sob pena de não ver validado o seu percurso formativo. (5% das sessões presenciais)

Em termos de presenças à distância (sessões síncronas),  o formando fica obrigado a não se ausentar em mais do que 2 (duas) horas de formação elearning, sob pena de não ver validado o seu percurso formativo. Poderá ser solicitado ao formando a realização de um pequeno trabalho, por forma aferir as competências adquiridas no módulo

O formando é obrigado a realizar todos os exercícios modulares via plataforma, sob pena de não ver validado o módulo em questão, e por consequente a sua pós graduação.

A elaboração do projeto é obrigatória, sendo igualmente obrigatória a sua apresentação no prazo estipulado em cronograma. A entrega do projeto fora de prazo, num máximo de 5 dias úteis será penalizado em 1 (um) valor, num máximo de 10 dias úteis em 3 valores, sendo que não serão aceites projetos fora dos 10 dias úteis pós prazo definido em cronograma. A apresentação do projeto será realizada em data indicada em cronograma, tendo no máximo 15 minutos o formando para tal.

A realização da prova final é igualmente obrigatória no prazo estipulado em cronograma, a ser realizada em sala, de forma individual.

Os documentos solicitados pela coordenação pedagógica (documentos pessoais) devem ser entregues até ao primeiro dia de aulas.

A avaliação do formando ficará estagnada num período de 5 dias úteis após final da formação, caso o mesmo não tenha regularizado a sua conta corrente (propinas). Após esse período, a PsicoSoma, reserva-se ao direito de não emitir o respectivo certificado  de formação profissional ao formando.

Anúncios